sexta-feira, 18 de janeiro de 2008

Povo cigano e seus mistérios


Contando um pouquinho da história do meu povo e suas lendas.
A hipótese mais aceita é que o Povo Cigano teve seu berço na civilização da Índia antiga, num tempo que também se supõe, como muito antigo, talvez dois ou três milênios antes de Cristo. Compara-se o sânscrito, que era escrito e falado na Índia (um dos mais antigos idiomas do mundo), com o idioma falado pelos ciganos e encontraram um sem-número de palavras com o mesmo significado. E assim, os Ciganos são chamados de "povos das estrelas" e dizem que apareceram há mais de 3.000 anos, ao Norte da Índia, na região de Gujaratna localizada margem direita do Rio Send e de onde foram expulsos por invasores árabes.

Outro fato que chama a atenção para a provável origem indiana do povo cigano, é a santa por quem nutrem o mais devotado amor e respeito, chamada Santa Sara Kali.
Kali é venerada pelo povo hindu como uma deusa, que consideram como a Mãe Universal, a Alma Mater, a Sombra da Morte. Sua pele é negra tal como Shiva. ( Meu gatinho!) Entre outras lendas como que Santa Sara kali estava com Maria Madalena e Maria Mãe de Jesus, que morreu afogada para deixar o rio em que estavam fugindo com magias para que Jesus não fosse encontrado, quando essas estavam fugindo, e por esse motivo ela é reverenciada como protetora das crianças e das mulheres aflitas. Alguns dizem que ela também era a Reencarnação de Lilith, conhecida como a Lua Negra, seria ela a primeira mulher de Adão(vide a bíblia C.A.R) na qual foi expulsa do paraíso pois ela não queria ser submissa a Adão ( na hora h) ou seja ela queria ir por cima e não ficar de “quatro” vulgarmente falando. Por essa razão, Dou-la ou Deus, como assim preferir, fez Eva, mas costumo a dizer, que pelo visto não deu muito certo... Onde está o paraíso? (brincadeiras hereges à parte).

Em uma passagem que sempre contestei, onde diz que: “Caim, matou Abel, fugiu, casou-se e teve filhos”. Pergunto eu, com quem? Não seria com Eva..., pois ele estava distante, ainda que o incesto fosse para procriação, seria com Lilith?! Pois é, dizem que ela foi condenada e mandada para o inferno, e existem várias passagens que dizem sobre esse aspecto, onde muitas das lendas são abominadas até pelo povo cigano. Hoje, digo com toda certeza, existe um fascínio que exercem sobre nós, nossa cultura, mas ela não é tão linda como se imagina, é bonito o que fizeram hoje com os ciganos, melhor a cultura cigana, os de alma! Dança, liberdade, etc. Mas os de sangue, tem uma lei a ser seguida, que chocaria 90% das pessoas que estão lendo. São rituais conhecidos por alguns, mas na prática, cigano andarilho é um povo fechado, não tem caminho e não tem morada, não cria vínculos, e se tornou conhecido como um povo ladrão e trapaceiro, eu não acho isso bonito e já tive muita vergonha disso, é duro, mas é verdade!!! Não podem estudar em escolas de gadjés (pessoas ñ ciganas) para não se influenciar! Tem que abnegar de suas raízes para que possa estudar, entre outras coisas, casamentos e tal. Uma língua falada por nós desde que nos entendemos por gente. E, ensinamentos, que não podem ser dito a ninguém, apenas de geração a geração. Cigano não incorpora, usa mentor espiritual. E também não estão interessados em evoluir. Mas claro que existe o lado bm da cultura, mas isso já está se perdendo. Cigano não fica nas esquinas do Centro da cidade pedindo para ler sua mão, em troca de um cigarro. Agora, podemos tirar disso uma lição muito importante, a influência que as novelas têm na vida do ser humano, os ciganos têm seu lado bonito, mágico, positivo, mas existem “tribos e tribos” e eu não coloco minha mão no fogo por muita tribo aí não! Mudando o rumo da prosa...rs Ah, já ia me esquecendo, muitos pensam que eu pinto meus olhos por vaidade, mas não é, desde pequena minha mãe já pintava meu olho e fechava a terceira visão. É uma forma de imantação, vou explicar... Chacra Frontal - Pedras Azul-índigo
O sexto chacra encontra-se entre as sobrancelhas. Conhecido como o "terceiro olho" na tradição hindu, relaciona-se com a capacidade intuitiva e a percepção subtil. Sua cor é o índigo e as pedras associadas a ele são: Safira anil, Lápis-lazúli, azurita fluorita azul-acinzentada. E por aí vai..


Quase todos são devotos de "Santa Sara", ( hindu e os simpatizantes) que é reverenciada nos dias 24 e 25 de maio, em procissões que lotam Lês Saints Maries de La Mer, em Camargue, no Sul da França. Através de uma longa noite de vigília e oração, pelos ciganos espalhados no mundo inteiro, com candeias de velas azuis, flores e vestes coloridas; muita música e muita dança, cujo simbolismo religioso representa o processo de purificação e renovação da natureza e o eterno "retorno dos tempos".


Para o Povo Cigano, a Lua Cheia é o maior elo de ligação com o "sagrado", quando são realizados mensalmente os grandes festivais de consagração, imantação e reverenciação à grande "madrinha". A celebrações da Lua Cheia, acontecem todos os meses em torno das fogueiras acesas, do vinho e das comidas, com danças e orações. Também para os ciganos tudo na vida é "maktub" (está escrito nas estrelas), por isso são atentos observadores do céu e verdadeiros adoradores dos astros e dos sidéreos. Os ciganos praticam a Astrologia da Mãe Terra respeitando e festejando seus ciclos naturais, através dos quais desenvolvem poderes verdadeiramente mágicos.

Para uma kalin (cigana kalon), descendente desse povo, essa é uma hora em que precisamos estar atentos e vigilantes para ouvirmos uma espécie de "chamado místico" que a dura realidade planetária está nos fazendo, e, nos unirmos em corpo e espírito com as forças maiores que regem esse universo.

Os Ciganos são "povos das estrelas" e para lá voltarão quando morrerem ou quando houver necessidade de uma grande evacuação. Há milênios eles vem cumprindo sua missão neste Planeta, respeitando e reverenciando a Mãe Natureza, trocando e repassando conhecimento. Eles pregam a necessidade urgente de pisar na superfície desse lindo "planeta água" (símbolo da emoção e da sensibilidade que preenche nossos corações) observando não só a violência praticada contra as minorias, como também os incríveis gestos de solidariedade humana mostrados via satélite ou pela Internet, na mesma velocidade da luz ou do pensamento humano, nessa era de virtualidade nem um pouco caracterizada pelas mais elementares virtudes.

O maior axioma do Povo Cigano diz simplesmente: "A sabedoria é como uma flor, de onde a abelha faz o mel e a aranha faz o veneno, cada uma de acordo com a sua própria natureza"
Optcha!!!!
Autora Cigana - Maisha Maha (Eu)

2 comentários:

Anônimo disse...

Show,
Danielle,
posso te chamar de Dani? Eu sou espiritualista também, e não conheço nada de povo cigano. Poderia me explicar alguma coisa? Você sabe dançar? Você dança?
Gostei muito dos detalhes e até mesmo da sua critica. Em nenhum momento você expôs o lado só positivo, e deu uns esclarecimentos muito bons, no que diz respeito, aos que ficam nas ruas. Parabéns! Procurei pelo seu nome no orkut e ví o endereço do seu centro.

Beijos
Bruno.

Danielle Georg, casada. disse...

Deixa de ser falso, sai de mim Kiumba!!!!

Eu heim...